sexta-feira, 27 de agosto de 2010

GRAÇA



Senhor!

Garimpa meus sentimentos,

nessa mina de rocha vertiginosa,

onde dormem riso e pranto.



Descobre em mim o perdão,

infindo,desobrigado,intocável,

pois carrego,petrificada nas paredes do peito,

uma mágoa.



Pai!

Clareia em mim sua graça,

freiando essa ferrugem desigual e sem valia,

que teimosa,tenta ofuscar meu brilho.



Que assim seja.



Rosy Moreira  

Um comentário:

Liz Dantas disse...

Gostei do titulo do seu blog amiga.
Tenho certeza que aqui é e será um lugar aconchegante
Beijos