quarta-feira, 1 de setembro de 2010

BENDITA




Quando me vi,

vela apagando,

você chegou,renovando minha fé,

feito oração na catedral da descrença.



Resgatou esquecidos desejos,

apagou o pó das minhas revoltas,

varreu as migalhas das minhas inquietações.



Parece-me que seu amor

tem a rima certa,

quando me vejo fraca.



Não avisa,não insinua,

apenas vem,de mansinho,

caminhando invisível dentro de mim.



Bondade de Deus não me faz sagrada,

mas me torna bendita.



Rosy Moreira

3 comentários:

Alma Inquieta disse...

Olá,

passo para dizer-te que não saberia viver sem os meus amigos.
Para ti, que fazes parte deles, vai o meu carinho e o meu agradecimento em forma de palavras escritas no meu blog. A acompanhá-las há um presente feito especialmente para ti...
Visita o meu Estados de Alma e verás...

Um beijo.

Alma Inquieta disse...

Olá Rosy,

me encanta que me sigas e te agradeço, mas o blog que segues é o de selos.
Gostaria que me visitasses no blog principal e se gostas que me sigas...
O link é este
http://osestadosdealma.blogspot.com/

Um beijo.

Juci Barros disse...

Show teus escritos!
http://compromissocomoacaso.blogspot.com/