sábado, 10 de julho de 2010

SINGULAR



Abra os olhos.



Existem mil coisas que você não leu;

um amor grande,

um amor livre,

um amor impertencido.



Não mais cabendo em um livro,

ele quer emendar frases ao seu lado.



Fora das páginas,

na possibilidade de ser uma linda história,

sobrevive o singular,apenas.



Rosy Moreira

Um comentário:

Curiosa disse...

Querida, gostei de tua poesia: simples e profunda ...
parabéns .. virei fã ...


beijos ...