sábado, 12 de junho de 2010

GESTAÇÃO




Está difícil caminhar só,

mantendo distante um mesmo caminho;



Calar a voz que no peito grita,

guardando um amor

que já não cabe.



Está difícil segurar essa paixão inquieta,

que se lança ao seu encontro,

feito brisa furtiva.



Está difícil disfarçar a sede,

se a vontade agora,

é secar a fonte.



Está difícil separar tempo,alma,

corpo e sentimento;



Agrupá-los em igual geografia,

e dizer que é mau

tudo o que deles nasceu.



Pois eles são a gestação de coisas só nossas,

que fecundam em silêncio,

sem que se saiba explicar.



Rosy Moreira

Um comentário:

Alma Inquieta disse...

Olá Rosy!

Parabéns!

Excelentes versos...

Um beijo e bom final de semana.